Wlamyra Ribeiro de Albuquerque

W1 

É mestre em História pela Universidade Federal da Bahia (1997) e doutora em História Social da Cultura pela Universidade Estadual de Campinas (2004). Professora de História do Brasil do Departamento de História da Universidade Federal da Bahia, desenvolve e orienta no Programa de pós Graduação em História.

Autora de O jogo da Dissimulação – abolição e cidadania no Brasil, dentre outros. Em 2010, o seu livro em coautoria com Walter Fraga Filho, Uma história da cultura afro-brasileira, recebeu o Prêmio Jabuti, na categoria didático e paradidático. O livro mais recente, também em coautoria com Walter Fraga, é O que há de África em nós. Coeditora da Revista Afro-Ásia e bolsista Produtividade/CNPq.
F

ÁREA DE PESQUISA 

Emancipação, abolição, racialização e pós-abolição no Brasil. 

 


TESE 

A exaltação das diferenças: racialização, cultura e cidadania negra (Bahia, 1880-1900)

 


DISSERTAÇÃO

O CIVISMO FESTIVO NA BAHIA: Comemorações Públicas do Dois de Julho (1889/1923)

f2

ARTIGOS


Teodoro Sampaio e Rui Barbosa no tabuleiro da política: estratégias e alianças de homens de cor (1880-1919). Revista Brasileira de História (Online), v. 35, p. 83-99, 2015.

 

Ações de liberdade. Edição Especial História Viva, v. 127, p. 19-23, 2014.

Os dilemas de dois autores frente a 'Uma história do Negro no Brasil'. Revista História Hoje, v. 1, p. 29-44-44, 2012. (co-autoria)

 

Réplica- O jogo da dissimulação: abolição e cidadania negra no Brasil. Perseu: História, Memória e Política, v. 1, n. 1, p. 288-297, 2011.

 

A vala comum da "raça emancipada":abolição e racialização no Brasil, breve comentário.

 

História Social (UNICAMP), v. n. 19, p. 63-90, 2010. (coautoria)

Esperanças de Boaventuras: construções da África e africanismos na Bahia (1887-1910). Estudos Afro-Asiáticos, Rio de Janeiro, v. 24, p. 215-246, 2002.

 

Ódios raciais e paixões libertárias: conflitos socioraciais na Bahia. Humanas , Feira de Santana, p. 177-215, 2002.

Ajuntamentos festivos em dias de julho (Bahia, 1890-1923). Revista da Bahia, Salvador, v. 32, p. 8-19, 2000.

 

Santos, deuses e heróis nas ruas da Bahia: identidade cultural na primeira república. Afro-Asia (UFBA. Impresso), Salvador, v. 18, p. 103-124, 1997.


LIVROS PUBLICADOS /ORGANIZADOS

 

Barganhas e querelas da escravidão: tráfico, alforria e liberdade (séc. XVIII-XIX). 1. ed. Salvador: EDUFBa, 2014. (coautoria e múltiplos organizadores) (coautoria)

 

O Que há de África em nós. 1ª. ed. São Paulo: Moderna, 2013. (coautoria)

 

O Jogo da Dissimulação - abolição e cidadania negra no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 2009. (autora)

Uma História da Cultura Afro-Brasileira. São Paulo: Moderna, 2009. 120p. (coautoria)

Uma história do negro no Brasil.  Rio de Janeiro: Ministério da Cultura - Fundação Palmares, 2006. (coautoria)

 

Algazarra nas ruas: comemorações da independência na Bahia (1889-1923). Campinas: 1999. v. 1. 117 p. (autora)


CAPÍTULOS DE LIVROS (Coautoria)


O que pode haver em comum entre navalhistas, capangas e secretas? Rui Barbosa e outros sujeitos no tabuleiro da política do pós-abolição (1889-1919). In: Castilho, Celso; Machado, Maria Helena Pereira Toledo. (Org.). TORNANDO-SE LIVRE: Agentes Históricos e Lutas Sociais no Processo de Abolição. 1ed. São Paulo: EDUSP, 2015, v., p. 385-404.

 

Abolição e Justiça no Brasil. In: Leonardo Avritzer; Newton Bignotto; Fernando Filgueiras; Juarez Guimarães; Heloísa Starling. (Org.). Dimensões Políticas da Justiça. 1ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013, v., p. 270-280.

 

"É a paga!" Rui Barbosa, os capangas e a herança abolicionista ( 1889-1919). In: Gomes, Flávio; Domingues, Petronio. (Org.). Experiências da Emancipação: biografias, instituições e movimentos sociais no pós-abolição (1890-1980). São Paulo: Selo Negro, 2011, v., p. 45-62. (coautoria)

 

Cor que faz a diferença: o fim da escravidão não foi algo decidido pelos senhores brancos e doutores do Império. In: Luciano Figueredo. (Org.). A era da Escravidão. 1ªed. Rio de Janeiro: Editor Sabin, 2010, v., p. 91-95. (coautoria)

 

Os dias de Julho, para ler com Querino. In: Jaime Nascimento; Hugo Gama. (Org.). Manuel Querino - Seus artigos na Revista do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia. Salvador: Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, 2009, v., p. 29-40.

Patriotas, festeiros, devotos - as comemorações da independência na Bahia (1888-1923). In: Maria Clementina Pereira Cunha. (Org.). Carnavais e outras f(r)estas : ensaios de história social da cultura. Campinas: Editora da UNICAMP, 2002, v., p. 157-204.


CURRÍCULO LATTES
F
Recomendar esta página via e-mail: