SENTINDO SALVA-DOR: 472 Anos de muitos sentidos

b

SENTINDO- SALVA- DOR! 


Em sintonia com as celebrações de 472 anos de Fundação da cidade de Salvador, comemorado em 29 de março de 2021, essa ação do acervos virtuais baianos,  unidade da Fundação Pedro Calmon,  tem como finalidade entender um pouco mais a história e a cultura soteropolitana através das  diversas linguagens artísticas e culturais,  que ajudam  na construção diária  do sentimento de pertencimento identitário e na relação do cidadão   com sua cidade nas suas mais diferentes esferas sensitivas e perceptivas. Sabemos que Salvador é uma cidade diversa,  que vai muito  além do seu circuito históricos oficial, queremos uma Salvador mais “ profunda”, que revele outras faces dessa cidade que nasceu sobre o signo da escravidão de povos indígenas e africanos  e  da exploração   colonial,  mas  nos tempos atuais  torou-se um celeiro cultural  de  importância internacional, revelando que umas das “ armas” mais  potentes  está nas artes; cinema, literatura, culinária, religião, festas, festas, festejos e muito suor e trabalho etc. 

Para essa missão, convidamos um " time" de amantes, nas suas diferentes formas da Cidade da Bahia, para escrever textos, crônicas, artigos e percepções sobre a cidade, dialogando com sua história e com sua cultura. Desejo a todo morador de Salvador, na verdade, desejo a todos e todas que nutrem por Salvador carinho e afeto, seja Baiano ou não, que a cada dia essa cidade, que se confunde com a história Brasileira, torne-se uma cidade que cuide da sua gente, afinal de contas, uma cidade sem gente, não existe. Parabéns!

Att,

Clíssio Santos Santana, Coordenador do Acervos Virtuais Baianos.




           Colunistas- Basta clicar

          

                c

                                c                               


e

                                                           Somos nós a cidade


vil
 
Recomendar esta página via e-mail: