Aldrin Armstrong Silva Castellucci

AL

Formado em História pela UCSAL (1995), mestre (2001) e doutor em História Social (2008), ambos pela UFBA. Foi bolsista de pós-doutorado do CNPq junto ao Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS (2013-2014). Professor Titular de História do Brasil na Universidade do Estado da Bahia (UNEB), onde atua no curso de graduação em História e no Programa de Pós-Graduação em História, Cultura e Práticas Sociais (PPGHCPS - http://www.dedc2.uneb.br/poshistoria), do qual é coordenador. No PPGHCPS integra a Linha de Pesquisa Mundos do Trabalho, Práticas Sociais e Trajetórias e leciona as disciplinas História Social do Trabalho (60 horas) e História, Biografias e Trajetórias (60 horas). Tem experiência na área de História do Brasil no período do Império (1822-1889) e da Primeira República (1889-1930), atuando principalmente em temas de História Social do Trabalho tais como associativismo mutualista e sindical dos trabalhadores nos séculos XIX e XX, socialismo, anarquismo, comunismo, Justiça do Trabalho e biografia. De 2012 a 2014, exerceu a função de coordenador nacional do GT Mundos do Trabalho da Associação Nacional de História-ANPUH (http://gtmundosdotrabalho.org/). No exercício deste encargo, integrou o comitê científico e a comissão organizadora do III Seminário Internacional Mundos do Trabalho/VII Jornada Nacional de História do Trabalho, realizado no campus da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) entre os dias 26 e 29 de novembro de 2014. Integra o corpo de editores da Revista Mundos do Trabalho (ISSN: 1984-9222) desde 2014.
É autor dos seguintes livros: Trabalhadores e política no Brasil: do aprendizado do Império aos sucessos da Primeira República (Salvador: EDUNEB, 2015) e Industriais e operários baianos numa conjuntura de crise (1914-1921) (Salvador: II Prêmio FIEB de Economia Industrial, 2004).
Contatos: acastellucci@uneb.br

F
ÁREAS DE PESQUISA

História do Brasil no período do Império (1822-1889) e da Primeira República (1889-1930). História Social do Trabalho: associativismo mutualista e sindical dos trabalhadores nos séculos XIX e XX, socialismo, anarquismo, comunismo, Justiça do Trabalho e biografia.

TESE

Trabalhadores, máquina política e eleições na Primeira República. (UFBA, 2008)

DISSERTAÇÃO

Salvador dos operários: uma história da greve geral de 1919 na Bahia. (UFBA, 2001)
F2
 ARTIGOS

Muitos votantes e poucos eleitores a difícil conquista da cidadania operária no Brasil Império (Salvador, 1850-1881). Varia História (UFMG. Impresso), v. 30, p. 184-206, 2014.

Agripino Nazareth and the workers' movement in the First Republic. Revista Brasileira de História (Online), v. 32, p. 77-99, 2012.

Agripino Nazareth e o movimento operário da Primeira República. Revista Brasileira de História (Online), v. 32, p. 77-99, 2012.

Classe e cor na formação do Centro Operário da Bahia (1890-1930). Afro-Ásia (UFBA. Impresso), v. 41, p. 85-131, 2010.

A luta contra a adversidade: notas de pesquisa sobre o mutualismo na Bahia (1832-1930). Revista Mundos do Trabalho, v. 2, p. 40-77, 2010.

Política e cidadania operária em Salvador (1890-1919). Revista de História (USP), v. 162, p. 205-241, 2010.

Flutuações econômicas, crise política e greve geral na Bahia da Primeira República. Revista Brasileira de História (Impresso), São Paulo, v. 25, n.50, p. 131-166, 2005.


LIVROS PUBLICADOS /ORGANIZADOS

Trabalhadores e política no Brasil: do aprendizado do Império aos sucessos da Primeira República. 1. ed. Salvador: Editora da Universidade do Estado da Bahia (EDUNEB), 2015. v. 1. 251p .

Industriais e operários baianos numa conjuntura de crise (1914-1921). 1ª. ed. Salvador: Fieb, 2004. v. 1. 330p .


CAPÍTULOS DE LIVROS (Coautoria)

Os trabalhadores negros na história social do trabalho no Brasil: o longo século XIX. In: Giovana Xavier. (Org.). Histórias da escravidão e do pós-abolição para as escolas. 1ª ed. Belo Horizonte; Rio de Janeiro: Fino Traço Editora; MC&G Editorial; Editora da UFRB, 2015, v. 1, p. 195-212. (com SOUZA, R. S.)

Os trabalhadores e a política no Brasil Império: o problema da cidadania operária em uma sociedade escravista (Salvador, 1850-1881). In: Gabriela dos Reis Sampaio; Lisa Earl Castillo; Wlamyra Albuquerque. (Org.). Barganhas e querelas da escravidão: tráfico, alforria e liberdade (séculos XVIII E XIX). 1ª ed. Salvador: Editora da Universidade Federal da Bahia (EDUFBA), 2014, v. , p. 281-314.

O associativismo mutualista na formação da classe operária em Salvador (1832-1930). In: Marcelo Mac Cord; Claudio H. M. Batalha. (Org.). Organizar e proteger: trabalhadores, associações e mutualismo no Brasil (séculos XIX e XX). 1ª ed. Campinas: Editora da Universidade Estadual de Campinas (EDUNICAMP), 2014, v. 1, p. 47-82.

Classe, cor e política na trajetória de Ismael Ribeiro dos Santos (1857-1931). In: Maria Elisa Lemos Nunes da Silva; Paulo Santos Silva. (Org.). Rastros biográficos: estudos de trajetórias. 1ª ed. Salvador: Editora da Universidade do Estado da Bahia (EDUNEB), 2014, v. 1, p. 199-257.

Engels e a história social do trabalho. In: Mauro Castelo Branco de Moura; Muniz Ferreira; Ricardo Moreno. (Org.). Friedrich Engels e a ciência contemporânea. 1ª ed. Salvador: EDUFBA, 2007, v. , p. 21-28.
CURRÍCULO LATTES
F3
Recomendar esta página via e-mail: