João José Reis

jr
Formado em História pela UCSAL (1974). Mestre em História (1977) e Doutor em História (1982) pela Universidade de Minnesota, EUA. Foi professor e pesquisador visitante em diversas universidades e instituições do mundo. É Professor Titular do Departamento de História da UFBA. Foi em diversas ocasiões membro do Comitê Assessor de História do CNPq, do qual é Pesquisador 1A. Entre outros prêmios e distinções, recebeu a Comenda do Mérito Científico do Ministério da Ciência e Tecnologia, nas classes de Comendador (2004) e da Grã Cruz (2010), e é Membro Honorário Estrangeiro Vitalício da American Historical Association. Seu livro "A morte é uma festa" recebeu o Prêmio Jabuti de Melhor Obra, categoria Ensaio, em 1992, e Prêmio Haring, da American Historical Association, em 1997, entre outros. Seu livro "O Alufá Rufino: tráfico, escravidão e liberdade no Atlântico negro" (em co-autoria com Flávio Gomes e Marcus Carvalho) recebeu o Prêmio Casa de las Américas (Cuba), categoria Literatura Brasileira, em 2012. Também participou de coletâneas ganhadoras dos prêmios Jabuti e Manoel Bonfim.
F
 ÁREAS DE PESQUISA

História social e cultural da África, da escravidão e do tráfico; resistência escrava; movimentos sociais; atitudes diante da morte.

TESE

Slave Rebellion in Brazil: The African Muslim Uprising in Bahia, 1835. (University of Minnesota System, UMN, Estados Unidos, 1982)

DISSERTAÇÃO

American Imperialism in Republican Brazil,Ano de Obtenção. (University of Minnesota System, UMN, Estados Unidos, 1977)
F2
 ARTIGOS
 
Resposta a Paul Lovejoy. Topoi (Online): revista de historia, v. 16, p. 374-389, 2015.

Alberto da Costa e Silva, Historiador. Revista Brasileira, v. 4, p. 35-42, 2015.

Há duzentos anos: a revolta escrava de 1814 na Bahia. Topoi (Online): revista de historia, v. 15, p. 68-115, 2014.

Katia Mytilineou de Queirós Mattoso (Volos, 1931 - Paris, 2011). Afro-Ásia, v. 48, p. 365-381, 2013. (com E. S. SOUZA)

Resenha de 'Reaper's Garden: Death & Power in the World of Atlantic Slavery', de Vincent Brown. NWIG, New West Indian Guide , v. 84, p. 117-119, 2010.

Espelho para o mundo: entrevista com o historiador John Hope Franklin (1915-2009). Afro-Ásia (UFBA. Impresso), v. 41, p. 213-234, 2010.

"The Tyrant is Dead": The Revolt of the Periquitos in Bahia, 1824. The Hispanic American Historical Review , v. 89, p. 399-434, 2009. (com Hendrik KRAAY)

Dono da Terra Chegou, Cento e Cincoenta Acabou, Notas sobre Resistência e Controle dos Escravos na Bahia, que Recebeu a Família Real em 1808?.. Revista USP, v. 79, p. 106-117, 2008.

Sobre a morte escrava na Jamaica (resenha). Afro-Asia (UFBA. Impresso), v. 38, p. 355-358, 2008.

La révolte Haoussa de Bahia en 1807: résistance et contrôle des esclaves au Brésil. Annales (Paris), Paris, v. 61, n.2, p. 383-418, 2006.

Domingos Pereira Sodré: um sacerdote africano na Bahia oitocentista. Afro-Asia (UFBA), Salvador, v. 34, p. 237-313, 2006.

Domingos Pereira Sodré, un prêtre africain dans la Bahia du XIXe siècle. Cahiers du Brésil Contemporain, v. 65/66, p. 97-163, 2006.

Batuque: African Drumming and Dance between Repression and Concession, Bahia, 1808-1855. Bulletin of Latin American Research , Oxford, v. 24, n.2, p. 201-214, 2005.

O Abolicionismo em Perspectiva Continental (resenha). Afro-Asia (UFBA), Salvador, v. 31, p. 369-373, 2004.

África e Brasil entre margens: aventuras e desventuras do africano Rufino José Maria, c. 1822-1853. Estudos Afro-Asiáticos, Rio de Janeiro, v. 26, n.2, p. 257-302, 2004. (com Flavio dos Santos Gomes e Marcus J. M. de Carvalho)

Quilombo: Brazilian Maroons During Slavery. Cultural Survival Quarterly, Cambridge, MA (USA), v. 25, n.4, p. 16-20, 2002. (com F. Gomes)

Urbain-Karim Elisio Da Silva, um Agudá Descendente de Negro Malê. Afro-Asia (UFBA), Salvador, Bahia, v. 28, p. 77-96, 2002. (com Milton Guran)

Candomblé in Nineteenth-Century Bahia: Priests, Followers, Clients. Slavery And Abolition, Londres, v. 22, n.1, p. 116-134, 2001.

Religiosidade, rebelião e identidade afro-brasileira (entrevista a Martha de Abreu e Ronaldo Vainfas). Tempo. Revista do Departamento de História da UFF, Rio de Janeiro, v. 6, n.11, p. 255-266, 2001.

De Olho no Canto: Trabalho de Rua na Bahia na Véspera da Abolição. Afro-Asia (UFBA), Salvador, v. 24, p. 199-242, 2000.

Slaves as Agents of History: a Note on the New Historiography of Slavery in Brazil. Ciência e Cultura (SBPC), v. 51, n.5/6, p. 437-445, 1999.

Resenha de Coroas de glória, lágrimas de sangue. Afro-Asia (UFBA), Salvador, v. 22, p. 382-388, 1999.

The Revolution of the Ganhadores: Urban Labour, Ethnicity and the African Strike of 1857 in Bahia, Brazil. Journal of Latin American Studies, v. 29, n.1, p. 355-393, 1997.

Identidade e diversidades étnicas nas Irmandades negras no tempo da escravidão. Tempo, Rio de Janeiro, v. 2, n.3, p. 7-22, 1997.
Resenha de Avant-Garde na Bahia. Revista de História, São Paulo, v. 136, p. 153-156, 1997.

Carne sem osso, farinha sem caroço: o motim de 1858 contra a carestia na Bahia. Revista de História (USP), São Paulo - SP, n.2, p. 133-159, 1996. (com G. Delfim)

Thales de Azevedo: historiador da cultura e do cotidiano. Revista da Bahia, Bahia, v. 20, p. 19-23, 1996.

Resenha de Proteção e obediência: criadas e seus patrões no Rio de Janeiro, 1860-1910. Afro-Asia (UFBA), Salvador, v. 17, p. 243-245, 1996.

Quilombos e revoltas escravas no Brasil. Revista USP, São Paulo, v. 28, p. 14-39, 1995.

Resenha de História de quilombolas: mocambos e comunidades de senzalas no Rio de Janeiro - século XIX. História Social, Unicamp, v. 3, p. 197-200, 1995.

A Greve Negra de 1857. REVISTA USP, v. 18, p. 6-29, 1993.

Recôncavo rebelde: revoltas escravas nos engenhos baianos. AFRO-ASIA, v. 15, p. 100-126, 1992.

Différences et Résistances au Brésil de l'esclavage. CAHIERS D'ETUDES AFRICAINS, v. 125, n.32, p. 15-34, 1992.

'Death to the Cemetery': Funerary Reform and Rebellion in Bahia, Brazil, 1836. HISTORY WORKSHOP, Londres, v. 34, p. 33-46, 1992.

Fontes para a história da morte na Bahia do século XIX. CADERNOS DO CRH, Salvador, v. 15, p. 111-122, 1991.

Ethnic Difference and Slave Resistance: Black Brotherhoods in 19th-Century Afro-American Studies. WORKING PAPER, v. 5, p. 1-25, 1991.

Resenha de Decifra-me ou devoro-te: história da vida dos meninos de rua de Salvador, de Yara Dulce B. Ataíde. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 24, p. 197-198, 1991.

Os Estados Unidos na disputa pelo mercado brasileiro nos primeiros anos da República. CLIO, Recife, v. 1, n.13, p. 7-46, 1990.

Islam and Slave Resistance in Bahia, Brazil. ISLAM ET SOCIETE AU SUD DU SAHARA (PARIS)., Paris, v. 3, n.3, p. 41-66, 1989. (com P.F. de Moraes Farias)

Abolicionismo e resistência escrava. Revista da Bahia, Bahia, v. 14, p. 12-20, 1989.

Slave Resistance In Brazil: Bahia, 1807-1835. LUSO-BRAZILIAN REVIEW (EUA)., Estados Unidos, v. 25, n.1, p. 111-144, 1988.

Magia Jeje na Bahia: a invasão do Calundu do Pasto da Cachoeira, 1785. REVISTA BRASILEIRA DE HISTORIA (ANPUH)., São Paulo, v. 16, p. 57-82, 1988.

Notas sobre a escravidão na África pré-colonial. ESTUDOS AFRO-ASIATICOS (CEAA/RJ) ., Rio de Janeiro, v. 14, p. 5-21, 1987.

O jogo duro do Dois de Julho: o partido negro na Independência da Bahia. Estudos Afro-Asiáticos, Rio de Janeiro, v. 13, p. 47-60, 1987.

O levante dos malês na Bahia: uma interpretação política. Estudos Econômicos. Instituto de Pesquisas Econômicas, São Paulo, v. 17, p. 131-149, 1987.

Nas malhas do poder escravista: a invasão do candomblé do Accu na Bahia, 1929. Religião & Sociedade, Rio de Janeiro, v. 13, p. 108-127, 1986.

Violência repressiva e engenho político na Bahia do tempo dos escravos. Comunicações do Instituto de Estudos da Religião, Rio de Janeiro, v. 24, p. 22-31, 1986. (com Renato da Silveira)

O rol dos culpados: notas sobre um documento da rebelião de 1835. Anais do Arquivo Público da Bahia, Bahia, v. 48, p. 243-261, 1985.

Poderemos brincar, folgar e cantar: o protesto escravo nas Américas. AFRO-ASIA (UFBA)., Bahia, v. 14, p. 107-122, 1983.

Rebelião e população: notas sobre a população escrava na Bahia no século XIX. REVISTA DAS CIENCIAS HUMANAS (UFBA)., Bahia, v. 1, p. 143-154, 1980.

Resistência escrava em Ilhéus. Anais do Arquivo Público da Bahia, Bahia, v. 44, p. 284-297, 1980.

A elite baiana face aos movimentos sociais: Bahia, 1824-1840. REVISTA DE HISTORIA (USP)., São Paulo, p. 341-384, 1976.
LIVROS PUBLICADOS /ORGANIZADOS


LIVROS PUBLICADOS /ORGANIZADOS

Divining Slavery and Freedom: The Story of Domingos Sodré, an African Priest in Nineteenth-Century Brazil. 1. ed. New York: Cambridge University Press, 2015. v. 1. 357p .

Escravidão e suas sombras. 1. ed. Salvador: Edufba, 2012. v. 1. 369p. (com E. Azevedo)

El Alufá Rufino: tráfico, esclavitud y libertad en el Atlántico negro (c. 1822 - c. 1853). 1. ed. Havana: Editorial Casa de las Americas, 2012. v. 1. 363p . (com Flavio dos Santos Gomes e Marcus de Carvalho)

O alufá Rufino: tráfico, escravidão e liberdade no Atlântico negro (c. 1823 - c. 1853). 1. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2010. v. 1. 481p . (com Flavio dos Santos Gomes e Marcus de Carvalho)

Domingos Sodré, um sacerdote africano: escravidão, liberdade e candomblé na Bahia do século XIX. 1. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2008. v. 1. 465p .

Death is a Festival: Funeral Rites and Rebellion in Nineteenth-Century Brazil. 1. ed. Estados Unidos: North Carolina University Press, 2003. v. 1. 386p .

Rebelião Escrava no Brasil: A História do Levante dos Malês em 1835 (Edição revista e ampliada). 2a. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2003. v. 1. 665p .

Liberdade por um Fio: História dos Quilombos no Brasil. 1. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1996. 509p. (com F. Gomes)

Slave Rebellion in Brazil: The Muslim Uprising of 1835 in Bahia. 1. ed. BALTIMORE: Johns Hopkins University Press, 1993. 281p.

A Morte é uma festa: ritos fúnebres e revolta popular no Brasil do século XIX. 1. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1991. 356p.

Negociação e conflito: resistência negra no Brasil escravista. 1. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1989. v. 1. 151p. (com E. Silva)

Escravidão e invenção da liberdade. Brasiliense: São Paulo, 1988. 323p .

Rebelião escrava no Brasil: a historia do levante dos malês (1835). 1. ed. São Paulo: Brasiliense, 1986. 296p .


CAPÍTULOS DE LIVROS (Coautoria)

Entre parentes: nações africanas na cidade da Bahia, século XIX. In: Evergton Sales Souza; Guida Marques; Hugo R. Silva. (Org.).

Salvador da Bahia: retratos de uma cidade atlântica. 1ed.Salvador e Lisboa: EDUFBA e CHAM, 2016, v. 1, p. 285-324.

From Slave to Wealthy African Freedman: The Story of Manoel Joaquim Ricardo. In: Lisa A. Lindsay; John Wood Sweet. (Org.). Black Atlantic Biography. 1ed.Filadelfia: University of Pennsylvania Press, 2014, v. 1, p. 131-145.

African Nations in Nineteenth-Century Salvador, Bahia. In: Jorge Cañizares-Esguerra; Matt D. Childs; James Sidbury. (Org.). The Black Urban Atlantic in the Age of the Slave Trade. 1ed.Filadélfia: University of Pennsylvania Press, 2013, v. 1, p. 63-82.

Slavery in the Brazilian Northeast. In: Marion E. Jackson; Baebara Cervenka, OP. (Org.). Bandits & Heroes, Poets & Saints. 1ed.Detroit: Con/Vida: Popular Arts of the Americas, 2013, v. 1, p. 27-36.

Candomblé para todos. In: Luciano Figueiredo. (Org.). História do Brasil para ocupados. 1ed.Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2013, v. 1, p. 64-72.

Quilombos de um novo tipo. In: Luciano Figueiredo. (Org.). História do Brasil para ocupados. 1ed.Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2013, v. 1, p. 318-324.

Cor, classe, ocupação etc: o perfil social (às vezes pessoal) dos rebeldes baianos, 1823-1833. In: João José Reis e Elciene Azevedo. (Org.). Escravidão e suas sombras. 1ed.Salvador: Edufba, 2012, v. 1, p. 279-320.

Domingos Pereira Sodré, un prêtre africain dans la Bahia du XIXe siècle. In: Jean Hébrard. (Org.). Brésil, quatre siècles d'esclavage: nouvelles questions, nouvelles recherches. 1ed.Paris: Karthala, 2012, v. 1, p. 165-216.

Candomblé and Slave Resistance in Nineteenth Century Bahia. In: Luis Nicolau Parés; Roger Sansi. (Org.). Sorcery in the Black Atlantic. 1ed.Chicago; Londres: University of Chicago Press, 2011, v. 1, p. 55-74.

Slavery in Brazil. In: José Moya. (Org.). The Oxford Handbook of Latin American History. 1ed.Oxford; Nova York: Oxford University Press, 2011, v. 1, p. 181-211. (com Herbert Klein)

Popular Movements in Colonial Brazil. In: Nicholas Canny; Philip Morgan. (Org.). The Oxford Handbook of the Atlantic World, 1450-1850. 1ed.Oxford: Oxford University Press, 2011, v. 1, p. 550-566. (com Laura de Mello Souza)

Quem manda em Salvador? Governo local e conflito social na greve de 1857 e no protesto de 1858 na Bahia. In: Monica Dantas. (Org.). Revoltas, motins, revoluções: homens livres pobres e libertos no Brasil do século XIX. 1ed.São Paulo: Alameda, 2011, v. 1, p. 429-448.

Sobre Negros, Estrangeiros. In: C. Lépine; Lilia Scwarcz; A. Hofbauer. (Org.). Manuela Carneiro da Cunha: o lugar da cultura e o papel da antropologia. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2011, v. 1, p. 243-254.

Toyin Falola: A Personal View. In: Niyi Afolabi. (Org.). Toyin Falola: The Man, the Mask, The Muse. 1ed.Durham: Carolina Academic Press, 2010, v. 1, p. 123-126.

Resistência e controle dos escravos na Bahia: a conspiração haussá de 1807. In: João Fragoso e Maria de Fátima Gouvêa. (Org.). Na trama das redes: política e negócios no império português, século XVI-XVIII. 1ed.Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010, v. 1, p. 549-599.

Slave Rebellion in Brazil: The Muslim Uprising in Bahia. In: Laurent Dubois; Julius S. Scott. (Org.). Origins of the Black Atlantic. 1ed.Nova York: Routledge, 2010, v. 1, p. 214-235.

Repercussions of the Haitian Revolution in Brazil, c. 1791-c.1850. In: David Geggus; Norman Fiering. (Org.). The World of the Haitian Revolution. 1ed.Bloomington: Indiana University Press, 2009, v. 1, p. 284-313.

Domingos Pereira Sodré, A Nagô Priest in Nineteenth-Century Bahia. In: FALOLA, Toyin; CHILDS, Matt. (Org.). The Changing Worlds of Atlantic Africa: Essays in Honor of Robin Law. 1ed.Durham: Carolina Academic Press, 2009, v. 1, p. 387-407.

Ameaça negra!. In: Luciano Figueiredo. (Org.). A era da escravidão. 1ed.Rio de Janeiro: Sabin, 2009, v. , p. 20-28.

Rufino José Maria (1820s-1850s): A Muslim in the Nineteenth-Century Brazilian Slave Trade Circuit. In: Beatriz Mamigonian; Karen Racine. (Org.). The Human Tradition in the Black Atlantic, 1500-2000. 1ed.Laham, Maryland: Rowman & Littlefield, 2009, v. , p. 65-75. (com Flavio dos Santos Gomes e Marcus Carvalho)

Bahia de todas as Áfricas. Raízes africanas. 1ed.Rio de Janeiro: Sabin, 2009, v. 1, p. 39-49.

The Bahian Background of the African Returnees. In: Kwesi Kwaa Prah. (Org.). Back to Africa: Afro-Brazilian Returnees and their Communities. 1ed.Cape Town: Center for Advanced Studies of African Societies (CASAS), 2009, v. 1, p. 33-58.

'We're Out There Taking Care of Freedom': Slave Resistance in Nineteenth-Century Brazil. In: Mabel Morafia; Carlos A. Jauregui. (Org.). Revisiting the Colonial Question in Latin America. 1ed.Madrid/Frankfurt: Iberoamericana/Vervuert, 2008, v. 1, p. 95-112.

Levante dos malês em Salvador - 25 de janeiro de 1835 (verbete). In: Circe Bittencourt. (Org.). Dicionário de datas da história do Brasil. 1ed.São Paulo: Contexto, 2007, v. 1, p. 37-40.

Roceiros, camponeses e garimpeiros quilombolas na escravidão e na liberdade. In: Heloisa Starling; Henrique E. Rodrigues; Marcela Telles. (Org.). Utopias agrárias. 1ed.Belo Horizonte: Editora da Universidade Federal de Minas Gerais, 2007, v. 1, p. 206-241. (com Flavio dos Santos Gomes)

Sacerdotes, devotos e clientes no Candomblé da Bahia oitocentista. In: Artur Cesar Isaia. (Org.). Orixás e Espíritos: o debate interdisciplinar na pesquisa contemporânea. 1ed.Uberlândia: Editora da Universidade Federal de Uberlândia, 2006, v. 1, p. 57-94.

Cemiterada: reforma funerária e rebelião em Salvador, 1836. In: Lígia Bellini; Evergton Sales Souza; Gabriela dos Reis Sampaio. (Org.). Formas de crer. Ensaios de história religiosa do mundo luso-afro-brasileiro, séculos XIV - XXI. 1ed.Salvador: EDUFBA/Corrupio, 2006, v. , p. 227-248.

Batuque: African Drumming and Dance between Repression and Concession: Bahia, 1808-1855. In: Michael Gomez. (Org.). Diasporic Africa: A Reader. 1ed.New York: New York University Press, 2006, v. 1, p. 45-63.

Street Labor in Bahia on the Eve of the Abolition of Slavery. In: José Curto e Renée Soulodre La France. (Org.). Africa and the Americas: Interconnections During the Slave Trade. 1ed.Trenton, New Jersey: Africa World Press, 2005, v. 1, p. 141-172.

Muerte al Cementerio': Reforma Funeraria y Rebellión en Salvador, Brasil, 1836. In: Silvia Arrom; Servando Ortoll. (Org.). Revueltas en las Ciudades: Políticas Populares en América Latina. 1ed.México, DF: Universidad Autónoma Metropolitana/El Colegio de Sonora, 2004, v. 1, p. 117-138.

Beatriz . Nagô and Mina: The Yoruba Diaspora in Brazil. In: Toyin Falola; Matt Childs. (Org.). The Yoruba Diaspora in the Atlantic World. 1ed.Bloomington and Indianopolis: Indiana University Press, 2004, v. 1, p. 77-110. (com Beatriz Mamigonian)

Ethnic Politics Among Africans in Nineteenth-Century Bahia. In: Paul Lovejoy; David Trotman. (Org.). Trans-Atlantic Dimensions of Ethnicity in the African Diaspora. 1ed.Londres: Continuum, 2003, v. 1, p. 240-264.

A Conspiração Haussá de 1807 na Bahia. In: Luiz Sávio de Almeida. (Org.). O Negro no Brasil: Estudos em Homenagem a Clóvia Moura. 1ed.Maceió: Editora da Universidade Federal de Alagoas (EDFAL), 2003, v. 1, p. 75-112.

Tambores e Tremores: A Festa Negra na Bahia na Primeira Metade do Século XIX. In: Maria Clementina Pereira Cunha. (Org.). Carnavais e Outras F(r)estas. Ensaios de História Social da Cultura. 1ed.São Paulo: UNICAMP/CECULT, 2002, v. 1, p. 101-155.

Conversa com Historiadores: João José Reis. In: José Geraldo Vinci de Moraes; José Márcio Rego. (Org.). Conversas com Historiadores Brasileiros. 1ed.São Paulo: Editora 34, 2002, v. 1, p. 311-334.

Dona Flor e seus dois maridos: viagem a um mundo que muda. In: Mariza Carvalho Soares; Jorge Ferreira. (Org.). Filmes que a história não pode perder. 1ed.Rio de Janeiro: Record, 2001, v. , p. 17-30.

Batuques Negros: Repressão e Permissão na Bahia oitocentista. In: Istvan Iancsó; Iris Kantor. (Org.). Festa: Cultura e Sociabilidade na América Portuguesa. 1ed.São Paulo: HUCITEC; EDUSP, 2001, v. 1, p. 339-358.

Quilombos and Rebellions in Brazil. In: Sheila Walker. (Org.). African Roots/American Cultures: Africa in the Creation of the Americas. 1ed.Baltimore: Rowman & Littlefield, 2001, v. , p. 301-313.

Candomblé in Nineteenth-Century Bahia: Priests, Followers, Clients. In: Kristin Mann; Edna Bay. (Org.). Rethinking the African Diaspora: The Making of a Black Atlantic World in the Bight of Benin and Brazil. 1ed.Londres: Frank Cass, 2001, v. 1, p. 116-134.

A presença negra: conflitos e encontros. In: Ronaldo Vainfas. (Org.). Brasil 500 Anos de Povoamento. 1ed.Rio de Janeiro: IBGE, 2000, v. , p. 79-100.

'Nos achamos em campo a tratar da liberdade': a resistência negra no Brasil oitocentista. In: Carlos Guilherme Mota. (Org.). Viagem incompleta. A experiência brasileira (1500-2000). Formação: histórias. São Paulo: Editora do SENAC, 2000, v. , p. 241-263.

Lembrando a África em 1835. In: Martin Lienhard. (Org.). La Memoria Popular y sus Transformaciones: America Latina y Paises Luso-Africanos(no prelo). 1ed.Zurique: Iberoamericana, 2000, v. , p. 67-78.

Quem manda em Salvador? Poder local e conflito social na greve de 1857 e no motim de 1858. In: Alberto Vieira. (Org.). O Município no Mundo Português. 1ed.Funchal: Centro de Estudos de História do Atlântico, Coleção Municipalismo, 1999, v. , p. 665-676.

Dois de Julho: a independência da Bahia. In: não consta. (Org.). História, natureza e cultura. Parque Metropolitano de Pirajá. Salvador: Editora do Parque, 1998, v. , p. 105-108.

O cotidiano da morte no Brasil oitocentista. In: Luiz Felipe de Alencastro. (Org.). Historia da Vida Privada no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1997, v. , p. 95-141.

'Death to the Cemetery': Funerary Reform and Rebellion in Salvador, Brazil, 1836.. In: Silvia Arrom; Servando Ortoll. (Org.). Riots in the cities: popular politics and the urban poor in Latin America, 1765-1910.. New York, EUA: Scholary Press, 1996, v. , p. 97-113.

Introdução: uma história da liberdade. In: João José Reis; Flávio Gomes. (Org.). Liberdade por um fio: história dos quilombos no Brasil. 1ed.São Paulo: Companhia das Letras, 1996, v. , p. 9-25.

O mapa do buraco do tatu. In: João José Reis; Flávio Gomes. (Org.). Liberdade por um fio: história dos quilombos no Brasil. 1ed.São Paulo: Companhia das Letras, 1996, v. , p. 501-505.

Slave Revolts: Brazil (verbete). In: Barbara A. Tanenbaum. (Org.). Encyclopedia of Latin American History and Culture. New York: Charles Scribner's Sons/Macmillan, 1996, v. 5, p. 119-120.

Escravos e coiteiros no Quilombo do Oitizeiro: Bahia, 1806. In: João José Reis; Flávio Gomes. (Org.). Liberdade por um fio: história dos quilombos no Brasil. 1ed.São Paulo: Companhia das Letras, 1996, v. , p. 332-372.

Brazil (verbete). In: John L. Esposito. (Org.). The Oxford Encyclopedia of the Modern Islamic World. 1ed.New York: Oxford University Press, 1995, v. 1, p. 231-232.

Résistances Esclaves de La Virginie à Bahia. In: Anne Remiche-Martynow; Graciela Schneier-Madanes. (Org.). NOTRE AMERIQUE METISSE. 1ed.PARIS: LA DECOUVERTE, 1992, v. , p. 133-140.

Introdução. In: João José Reis. (Org.). Escravidão e invenção da liberdade: estudos sobre o negro no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1988, v. , p. 9-14.

Um balanço dos estudos sobre as revoltas escravas baianas. In: João José Reis. (Org.). Escravidão e invenção da liberdade. 1ed.Brasiliense: São Paulo, 1988, v. , p. 87-140.

F3
Recomendar esta página via e-mail: